Tractores

novos e usados, peças e assistência

Alfaias

novos e usados, peças e assistência

Jardim

novos e usados, peças e assistência

Peças

Kubota, Fiat, Ford e New Holland

Lubrificantes

Kubota Total / Ambra NH / Ingralub

Usados

Kubota, Fiat, Ford e New Holland

Notícias:

Exportações de animais vivos para Israel t

As Autoridades Sanitárias Veterinárias de Israel comunicaram a suspensão temporária à DGAV, com caráter imediato, das exportações de animais vivos a partir de Portugal.

animais

Esta situação decorre do envio de um lote de ovinos jovens que, na sua totalidade, estavam registados como machos por erro do detentor.

No entanto, segundo informação da Autoridade Competente Israelita, no lote exportado verificou-se a existência de algumas fêmeas.

Uma vez que as exportações para Israel de ovinos e caprinos para engorda, apenas visam animais do género masculino, a situação em causa configura uma irregularidade.

As Autoridades Competentes de Portugal e Israel têm vindo a manter contactos regulares no sentido de clarificar o ocorrido e retomar, com brevidade, o processo de certificação.

A DGAV impôs, no imediato, uma limitação aos movimentos para, e a partir da exploração de origem dos animais certificados, e determinou um controle de identificação e registo a todos os animais presentes na exploração.

O resultado do controlo efetuado irá determinar as medidas subsequentes a aplicar.

saber mais

FNA 21 encerrou com balanço positivo

A Feira Nacional de Agricultura/Feira do Ribatejo que se iniciou no dia 9 de junho no Centro Nacional de Exposições, em Santarém, terminou no dia 13 de junho depois de cinco dias a promover a agricultura, o mundo rural e todos os setores relacionados com este mercado. A FNA 21 encerra portas com um saldo positivo na participação de expositores e do público que acolheu muito bem a realização da Feira.

FNA 2021

Este ano a organização entendeu colocar a água na discussão central da FNA, já que o desafio da Água é fulcral para a agricultura e a sua utilização é um fator determinante na capacidade produtiva de toda o sector, além de ser uma preocupação de todos os cidadãos.

Uma Feira em Segurança

A FNA 21 foi primeira grande feira agrícola a decorrer fisicamente desde o início da pandemia. Neste âmbito, o CNEMA, cumprindo as exigências da Direção-Geral da Saúde, implementou todas as regras para que os envolvidos na realização do evento se sentissem seguros e o público colaborou seguindo as recomendações. Realizaram-se testes a expositores, fornecedores e colaboradores da FNA 21. Este ano o ingresso na feira foi feito unicamente pela entrada principal do CNEMA e existiu medição de temperatura, uso de máscara e desinfeção das mãos. De modo a cumprir o distanciamento social a circulação foi devidamente assinalada com os respetivos sentidos e nas Naves A e B, foi implementado um sistema de contagem de pessoas para obedecer às regras da DGS

Os visitantes puderam assistir às largadas de touros na bancada, em lugares devidamente marcados, cuja lotação não ultrapassou 1/3 e o acesso às varolas foi condicionado de modo a controlar o número de pessoas que quisessem entrar na manga. A FNA teve equipas a controlar o cumprimento das regras com a colaboração ativa da PSP.

E-FNA

Este ano desenvolvemos a plataforma eFNA, o que representa uma evolução no nosso percurso. A eFNA é um modelo de feira digital, extensão e complemento natural da feira física. Neste modelo, a FNA proporciona aos visitantes e expositores uma interação transversal a todo o ano, 24h sobre 24h. Nestes dias foram 216.000 visitas (Europa, América, África e Ásia) com 524.000 ações como visualizações de vídeos, fotografias e brochuras, pesquisas por área de atividade, downloads, entre outros. As conferências, webinares e apresentações em livestream tiveram mais de 20.000 visualizações.

fna21

Visitas Oficiais na Feira Nacional de Agricultura

A FNA21 contou com a presença de várias individualidades como o Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, o Secretário de Estado do Comércio, Serviços e Defesa do Consumidor, João Torres, a Comissão de Agricultura e Mar e os líderes de vários partidos como Rui Rio (PSD), Jerónimo de Sousa (PCP), André Ventura (CHEGA) e Francisco Rodrigues dos Santos (CDS) e de D. Duarte Pio de Bragança. Tiveram também a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, do Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, e do Secretário de Estado da Agricultura, Rui Martinho.

fna21

A presença destes responsáveis foi uma demonstração da preocupação e interesse para com o setor agroalimentar e uma prova de confiança na capacidade dos agricultores portugueses. As diversas personalidades presentes no evento consideraram o sector agrícola essencial para o crescimento económico e para a criação de mais postos de trabalho.

Debate e Reflexão na Feira Nacional de Agricultura

As Conversas de Agricultura da FNA21 tiveram como objetivo discutir e debater as principais questões do mundo agrícola. Durante cinco dias, a Feira recebeu 23 acções subordinadas a vários temas desde webinars, conferências em modo presencial ou online e reuniões de trabalho.

Maquinaria Agrícola, Exposição Institucional e Equipamentos

Apesar de contar com menos expositores, a exposição de Maquinaria na Feira Nacional de Agricultura foi uma das atrações do evento, com equipamentos modernos e que têm como imagem de marca a inovação tecnológica. A FNA21 também foi um espaço reservado às várias organizações do sector como associações, cooperativas agrícolas, instituições e equipamentos (Nave B). Neste espaço os visitantes puderam conhecer organizações do sector e empresas de referência neste mercado e também aqui decorreu a Fersant – Feira Empresarial da Região de Santarém.

fna21_agrotec

Prazer de Provar

No Salão Prazer de Provar, realce para a iniciativa “Sentidos em Prova” com Provas de Azeite, Vinho, Água, Mel, Gin e Vegetais e que contou com bastante participação. Nesta área, a FNA proporcionou ao consumidor o acesso a alguns dos melhores produtos nacionais, nomeadamente os “Melhores dos Melhores” dos Concursos Nacionais com Azeites, Queijos, Enchidos, Doces, Méis, entre outros. O espaço dedicado ao Programa Portugal Sou Eu contou com vários representantes que atuam no mercado.

Pecuária

A Pecuária contou com uma representação mais reduzida de raças autóctones nacionais, equinos, caprinos e ovinos. Esteve concentrada num só local, com circuitos próprios para maior segurança na visita do público. No entanto, realce para as várias atividades equestres que aqui decorreram com bastante participação e que animaram a zona do Grande Ringue destacando-se o Concurso de Coudelarias e o Concurso da Égua Afilhada.

Gastronomia

Os visitantes da Feira Nacional de Agricultura puderam saborear os melhores produtos portugueses ao longo de cinco dias. Diversos restaurantes de carnes de raças autóctones e tasquinhas regionais promovidas por associações e coletividades concelho de Santarém também participaram na feira, além de outros expositores que colocaram à disposição do público queijos, enchidos, doces tradicionais, entre outras iguarias.

Apoios FNA 21

A realização da FNA 21 só foi possível devido ao apoio dos patrocinadores, das empresas que quiseram estar presentes e dos visitantes, que sempre demonstraram confiança nesta grande feira e no sector agrícola.

saber mais

Webinar sobre rega simplificada do olival

Realiza-se no próximo dia 28 de junho um webinar sobre “Rega simplificada do olival intensivo”, iniciativa com organização do Instituto Politécnico de Portalegre, da Universidade de Évora e do MED - Instituto Mediterrâneo para a Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento. A sessão está agendada para as 18 horas, com transmissão em direto na página de facebook do projeto GescertOlive.

olival

O webinar irá abordar questões relacionadas com orientações para a realização de uma rega do olival, de forma simplificada, com recurso a sensores de monitorização da humidade do solo, de forma permitir a definir as dotações e intervalos entre regas nos momentos-chave do ciclo da oliveira. Os objetivos são o de reduzir custos, poupar água, aumentar a quantidade de azeitona e azeite por hectare.

saber mais

FNA21 apresenta "Conversas de Agricultura:

A Feira Nacional de Agricultura apresenta "Conversas de Agricultura: Conferência AGRO CUMBRE IBÉRICA".

Conversas de Agricultura: PAC: Conferência Ibérica AGRO CUMBRE IBÉRICA

Organizado pela CAP e ASAJA.

saber mais

DGAV reforça informação sobre obrigatoried

DGAV reforça a informação sobre a obrigatoriedade de identificação eletrónica de pequenos ruminantes.

caprinos

1 - A identificação oficial em ovinos e caprinos consiste na marcação dos animais com um meio de identificação convencional (marca auricular) e um meio de identificação eletrónico (bolo reticular eletrónico ou marca auricular eletrónica).

2 – Após a identificação individual dos ovinos e caprinos o detentor deve comunicar à base de dados do Sistema Nacional de Informação e Registo Animal (SNIRA), através do iDigital (formulário de registo de identificações), o número de identificação oficial; a espécie, a raça, o sexo, o ano e mês de nascimento e a data de identificação.

3 - Os animais devem ser identificados individualmente até aos 6 meses de idade, e sempre antes de deixarem a exploração onde nasceram (o que acontecer primeiro). Para os ovinos e caprinos criados em regime extensivo o prazo de identificação pode estender-se até aos 9 meses de idade.

4 - Os ovinos e caprinos destinados a trocas comerciais intracomunitárias ou com países terceiros são identificados individualmente na exploração de nascimento.

5 – Os ovinos e caprinos destinados a abate em território nacional antes dos 12 meses de idade, diretamente ou através de um centro de agrupamento ou de uma exploração de engorda, podem ser identificados apenas com uma marca auricular. Essa marca auricular deve conter o código de identificação da exploração de nascimento. Os animais que sejam movimentados para centros de agrupamento e, ou, explorações de engorda devem manter a marca auricular com o código da exploração de nascimento e devem ser marcados novamente antes da sua saída com o código daquelas explorações.

Em alternativa esses animais podem ser identificados com uma marca auricular com código individual a partir do qual se possa determinar a exploração de nascimento. Neste caso é obrigatório o registo de identificação na BD SNIRA. 

Consulte a Nota Informativa – Identificação Oficial de Ovinos e Caprinos

saber mais

FNA21 apresenta" Conversas de Agricultura:

A Feira Nacional de Agricultura apresenta" Conversas de Agricultura: Lançamento projeto NETA".

Conversas de Agricultura: Lançamento projeto NETA

Organizado pela Entogreen.

saber mais

FNA21 apresenta "Conversas de Agricultura:

A Feira Nacional de Agricultura apresenta "Conversas de Agricultura: A Importância da Água na Agricultura".

Conversas de Agricultura: A Importância da Água na Agricultura 

Organizado pela CAP.

saber mais

FNA21 apresenta "Conversas de Agricultura:

 A Feira Nacional de Agricultura apresenta "Conversas de Agricultura: Sessão de esclarecimento com a ACT".

Conversas de Agricultura: Sessão de esclarecimento com a Autoridade para as Condições de Trabalho.

Organizado pela CAP, ACT e Proteção Civil de Santarém.

saber mais

Publicações: