Serviços


Monitorização

Monitorização

.


A monitorização de fármacos permite avaliar a quantidade do analito no sistema sanguíneo para que algumas situações específicas a posologia seja redefinida tendo em vista a manutenção dos resultados numa zona terapêutica, intervalo afastado da zona tóxica, não recomendável para o doente.

A toxicologia é a ciência que estuda os efeitos nocivos das substâncias químicas nos sistemas vivos. É uma ciência multidisciplinar que engloba conhecimentos de Farmacologia, Bioquímica, Química, Fisiologia, Genética e Patologia entre outros.

Imunidade

Imunidade

.


Imunidade humoral é uma subdivisão da imunidade adquirida onde a resposta imunológica é realizada por moléculas existentes no sangue denominadas de anticorpos produzidos pelos linfócitos B, diferente da imunidade mediada por células, que são realizadas pelos linfócitos T.

Imunoalergologia

Imunoalergologia

.


Esta especialidade abarca as doenças alérgicas e imunológicas. A alergia consiste numa resposta do organismo exagerada quando em contacto com substâncias como ácaros do pó, pólenes, fungos, animais, alimentos e medicamentos que nos indivíduos normais não produz qualquer reacção.

Os quadros clínicos relacionados com a alergia geram na sua maioria doenças crónicas, que quando insuficientemente acompanhadas e controladas geram um forte impacto na qualidade de vida do doente.

Gravidez

Gravidez

.


Rastreio bioquímico do 1º Trimestre É realizado entre as 10 e as 13 semanas. Nesta idade gestacional há 3 possibilidades, a saber: rastreio baseado exclusivamente nos achados ecográficos (translucência da nuca) e idade materna; rastreio baseado apenas nos valores dos marcadores (análises ao sangue) e idade materna; ou rastreio usando todos os elementos possíveis (TN + marcadores + idade materna), o que constitui um teste mais rigoroso. Caso se incluam neste rastreio os valores dos marcadores, deverá fazer uma colheita de sangue para medir a concentração da PAPP-A e ß-hCG. Se possível, na ecografia realizada, o seu médico terá medido a translucência da nuca (TN). Com base na idade materna, nos resultados da ecografia e/ou do laboratório será determinado o seu risco. Contudo, o rastreio do 1º trimestre não se aplica aos defeitos do tubo neural. Rastreio bioquímico do 2º Trimestre É realizado entre as 14 e as 22 semanas, de preferência entre a 15ª e a 18ª. Através do doseamento de AFP, ß-hCG, uE3 e Inibina-A, em conjunto com a idade materna, é determinado o seu risco. Rastreio integrado O Rastreio Pré-Natal Integrado tem uma eficácia equivalente ao rastreio do 2º trimestre no que diz respeito aos defeitos do tubo neural e é o método existente mais sensível e rigoroso para o rastreio pré-natal da Síndrome de Down e da trissomia 18

Streptococos TIPO B

 Streptococos TIPO B

.


Habitualmente feito às 36 semanas tem a finalidade de detectar se o canal vaginal está colonizado e em caso afirmativo, pode ser feito um tratamento o que no caso de o parto ser normal evita consequências nocivas para o bebé.

Teste Menino ou Menina

Teste Menino ou Menina

.


Rastreio bioquímico do 1º Trimestre É realizado entre as 10 e as 13 semanas. Nesta idade gestacional há 3 possibilidades, a saber: rastreio baseado exclusivamente nos achados ecográficos (translucência da nuca) e idade materna; rastreio baseado apenas nos valores dos marcadores (análises ao sangue) e idade materna; ou rastreio usando todos os elementos possíveis (TN + marcadores + idade materna), o que constitui um teste mais rigoroso. Caso se incluam neste rastreio os valores dos marcadores, deverá fazer uma colheita de sangue para medir a concentração da PAPP-A e ß-hCG.

Se possível, na ecografia realizada, o seu médico terá medido a translucência da nuca (TN). Com base na idade materna, nos resultados da ecografia e/ou do laboratório será determinado o seu risco. Contudo, o rastreio do 1º trimestre não se aplica aos defeitos do tubo neural. Rastreio bioquímico do 2º Trimestre É realizado entre as 14 e as 22 semanas, de preferência entre a 15ª e a 18ª. Através do doseamento de AFP, ß-hCG, uE3 e Inibina-A, em conjunto com a idade materna, é determinado o seu risco.

Rastreio integrado O Rastreio Pré-Natal Integrado tem uma eficácia equivalente ao rastreio do 2º trimestre no que diz respeito aos defeitos do tubo neural e é o método existente mais sensível e rigoroso para o rastreio pré-natal da Síndrome de Down e da trissomia 18.

Biologia Molecular

Biologia Molecular

.


A Biologia Molecular tem como campo de estudo as interacções bioquímicas celulares envolvidas na duplicação do material genético e na síntese proteica. É uma área intimamente ligada à genética e à bioquímica. A Biologia Molecular consiste principalmente no estudo das interacções entre os vários sistemas da célula, partindo da relação entre o DNA, o RNA e a síntese de proteínas, e o modo como essas interacções são reguladas. Assim, o cerne da Biologia Molecular compreende o estudo dos processos de replicação, transcrição e tradução do material genético e a regulação desses processos.

Doenças Genéticas

Doenças Genéticas

.


Devido à sua raridade, gravidade e diversidade, as doenças genéticas constituem um importante problema de saúde pública, se bem que sem o adequado reconhecimento social. Estima-se que cerca de 5 por cento da população europeia esteja afectada de uma doença genética o que, em Portugal, significa mais de 500 mil pessoas.

Tipicamente, a abordagem passa pela avaliação da magnitude do problema na população residente, pela caracterização da sua arquitectura etiológica (cromossómica, bioquímica ou genómica) e pela elucidação das respectivas vias fisiopatológicas. Desta abordagem descritiva/interpretativa resultam frequentemente novas intervenções a nível de rastreio, diagnóstico, prognóstico e/ou prevenção da patologia em causa.

As patologias passíveis de diagnóstico têm vindo a aumentar imenso com o desenvolvimento desta área.

Paternidade

Paternidade

.


São recolhidas amostras de DNA quando os pais ou apenas o pai, solicitam ao laboratório o esclarecimento da sua relação de paternidade em relação ao menores.

Imunidade Celular

Imunidade Celular

.


IMUNIDADE CELULAR é a Imunidade mediada por células chamadas linfócitos T (cuja maturação se produz no timo) que tem como função eliminar os antigénios (microorganismos intracelulares), tais como vírus e algumas bactérias, que sobrevivem e proliferam dentro dos fagócitos e de outras células do hospedeiro, onde ficam inacessíveis aos anticorpos circulantes.

Os mecanismos fisiológicos da imunidade celular são complexos, implicando uma rede de células com funções especializadas (monócitos, linfócitos) e de mensageiros químicos (citoquinas, linfoquinas), que promove a destruição dos microorganismos nos fagócitos ou a lise das células infectadas.

Droga de abuso

Droga de abuso

.


Droga de abuso é toda e qualquer substância que age no cérebro, modificando o seu funcionamento, alterando o humor ou o comportamento. Habitualmente não são utilizadas na prática clínica, mas para efeito de prazer, exótico ou estimulante.

O abuso de drogas ocorre quando um indivíduo usa repetidamente uma droga, apesar de saber do problema social, de trabalho ou de saúde gerado pelo uso da droga. O uso freqüente de drogas em situações perigosas, como dirigir ou operar máquinas quando intoxicado também caracteriza abuso de drogas.

Marcadores tumorais

Marcadores tumorais

.


Marcadores tumorais são substâncias biológicas produzidas pelo tumor ou liberadas pelo hospedeiro, que podem ser quantificadas através de exames de um líquido biológico tais como sangue, urina, ascite, líquor, etc.

As análises nestas amostras, podem ajudar o médico a fazer o diagnóstico; permitem demonstrar como é que um órgão como, por exemplo, o rim, está a desempenhar a sua função. Quantidades elevadas de determinadas substâncias detectadas nas análises, podem ser sinal de cancro. Estas substâncias são, muitas vezes, marcadores tumorais. No entanto, resultados laboratoriais anómalos não são um sinal seguro da presença de um tumor. O médico, para estabelecer o diagnóstico de cancro, não pode confiar apenas nos resultados das análises clínicas. Existem vários meios de imagiologia e biopsia que auxiliam o correcto diagnóstico.

Endrocrinologia

Endrocrinologia

.


ENDOCRINOLGIA: É uma especialidade médica que se dedica às doenças que afectam as glândulas endócrinas. Estas doenças são, com frequência, complexas e envolvem vários aparelhos e sistemas do seu organismo.

O sistema endócrino envolve as glândulas de secreção interna (libertam hormonas no sangue). Estas hormonas são substâncias que ajudam a controlar as actividades do organismo, nomeadamente a reprodução, o metabolismo (utilização dos alimentos e eliminação dos desperdícios), o crescimento e desenvolvimento, assim como controlam a resposta a certos estímulos ambientais. As glândulas endócrinas incluem tiróide, paratiróide, pâncreas, ovários, testículos, supra-renais, hipófise e hipotálamo

O estudo das hormonas permite diagnosticar e tratar doenças hormonais com o objectivo de restabelecer o equilíbrio endócrino entre as quais:

·diabetes
·doenças da tiróide
·doenças do metabolismo
· menopausa
· osteoporose
· hipertensão arterial
· dislipidémias (colesterol e/ou
triglicerídeos) · infertilidade e contracepção
· baixa estatura/alterações do crescimento
· tumores benignos e malignos das glândulas
· outros distúrbios hormonais

Análise da Água

Análise da Água

.


ANÁLISES DE ÁGUAS Versão para impressão Enviar por E-mail O controlo da qualidade da água para consumo humano pode definir-se como o conjunto sistemático de acções de avaliação da qualidade da água realizadas com carácter regular pela entidade gestora do sistema de abastecimento, com vista à manutenção permanente da sua qualidade em conformidade com a norma ou padrão estabelecido legalmente.
O nosso laboratório tem parceria um laboratório acreditado, para avaliação de parâmetros bioquímicos e microbiológicos e está apto a responder às necessidades actuais ou futuras nesta área, nomeadamente no controlo de:

-Água para consumo humano
-Águas para suporte da vida aquífera
-Águas balneares
-Águas de rega
-Águas residuais
-Água de processo
-Águas minerais ou termais

Link

Medicina do trabalho

Medicina do trabalho

.


Medicina do trabalho ou medicina ocupacional é uma especialidade médica que se ocupa da promoção e preservação da saúde do trabalhador. O médico do trabalho avalia a capacidade do candidato para determinado trabalho e faz reavaliações periódicas da sua saúde, dando ênfase aos riscos ocupacionais aos quais este trabalhador fica exposto. As empresas de Medicina no Trabalho também se dedicam às componentes de Higiene e Segurança e têm como missão a promoção das condições no trabalho na área de segurança e higiene, bem como o cumprimento da legislação em vigor na área da SHST. O seu objectivo fundamental é zelar pelo cumprimento da legislação em vigor, no que respeita à higiene e segurança no trabalho, bem como gerir todos os procedimentos relativos à medicina no trabalho, nomeadamente:

· Estabelecimento e manutenção de condições de trabalho que asseguram a integridade física e mental dos trabalhadores;

· Desenvolvimento de condições técnicas que assegurem a aplicação de medidas de prevenção;

· Desenvolvimento de condições e meios que assegurem a informação e formação dos trabalhadores, bem como a sua participação; Promover o cumprimento dos requisitos legais.

Helicobacter Pilory

Helicobacter Pilory

Helicobacter Pilory


Helicobacter Pilory

Eletrocardiogramas

Eletrocardiogramas

Eletrocardiogramas


Eletrocardiogramas

Atendimento ao Domicilio

Atendimento ao Domicilio

.


Qualquer doente acamado ou impossibilitado de se deslocar poderá solicitar uma colheita ao domicílio pelo telefone (276321501).

Análise Veterinárias

Análise Veterinárias

.


Colaboramos com médicos veterinários no sentido de auxiliar o diagnóstico da patologia de alguns animais

Hematologia

Hematologia

.


Hematologia estuda os elementos figurados do sangue: hemácias (glóbulos vermelhos), leucócitos (glóbulos brancos) e plaquetas. Estuda, também, a produção desses elementos e os órgãos onde eles são produzidos (órgãos hematopoiéticos): medula óssea, baço e nódulos linfáticos.

Além de estudar o estado de normalidade dos elementos sanguíneos e dos órgãos hematopoiéticos, estuda as doenças a eles relacionadas.

coagulação

coagulação

.


A coagulação do sangue é um processo complexo no qual o sangue forma coagulos sólidos. É uma parte importante da hemostase (o cessamento da perda de sangue de um vaso danificado) na qual a parede de vaso sanguíneo danificado é coberta por um coágulo de fibrina para parar a hemorragia e ajudar a reparar o vaso danificado. Desordens na coagulação podem levar a uma hemorragia aumentada e/ou trombose e embolismo.

Bioquímica

Bioquímica

.


A Bioquímica é a ciência que estuda as reacções químicas que ocorrem na célula e no organismo. O objectivo da bioquímica é descrever e explicar, em termos moleculares, todos os processos químicos das células vivas especialmente proteínas, carboidratos, lipídios, ácidos nucléicos e outras biomoléculas.

Microbiologia

Microbiologia

.


A Microbiologia é a Ciência que estuda os microrganismos, ou seja, os seres vivos de dimensões microscópicas que existem como células únicas ou como grupos de células.

Os objectos de estudo da Microbiologia são as bactérias, os fungos, os protozoários e as microalgas; também estão incluidos os vírus assim como os viroides e os priões, ainda que não apresentem estrutura celular.

No Laboratório despistam-se infecções, identificam-se os seus agentes causadores, testam-se os antibióticos adequados ao seu tratamento o que contribui de forma decisiva para a melhoria da nossa Saúde e do nosso Bem-Estar.